Pra falar de Jesus

Esse blog foi feito com um único propósito: Falar de Jesus.Essa é a minha intenção principal. Espero que todos gostem.Estou aqui para levar a palavra de Deus a toda criatura, e tenho certeza de que você não chegou aqui por nada. Seja bem vindo, venha você também fazer parte dessa família.Sua opinião é muito importante. Não deixe de deixar um comentário ok!??!?!?

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Piercing é pecado?



Texto extraído do site:


GUIA_ME





Piercing é pecado?

Mais um adorno ou uma porta aberta para a corrupção da alma e do corpo?
Nestas últimas duas ou três semanas, fiquei impressionada com a inquietação surgida a respeito de piercings e tatuagens. O que está por trás da moda da sociedade moderna na qual estamos mergulhando?
Pesquisei sobre o assunto e com a ajuda de um amigo, descobri coisas importantes a respeito do tal "adorno" para o corpo.

Mais do que a tatuagem, embora possa ser removido, o piercing é considerado mais agressivo do que a tatoo. Assim como a tatuagem, ele também tem origem nos povos antigos e está ligado a rituais espirituais da Índia, da Indonésia e tribos da África. Foi esquecido na Europa do séc. XX e retornou como "moda" pelo movimento Underground no nosso século.

O problema é que, além de ser um ato agressivo para o nosso corpo, ele tem significados espirituais. Ainda que hoje o piercing está sendo usado como acessório fashion, parte da moda atual, contudo, sua origem não é tão simples.

Até mesmo os artigos seculares a respeito do piercing admitem seu "sinônimo de agressividade, assim como a tatuagem, ele também é uma tentativa da individualidade, uma tentativa de sair da identidade familiar para a grupal." - Revista Galileu.
"Fruto do exibicionismo, da loucura ou da simples vontade de se ornamentar, os anéis corporais foram trazidos da cultura underground da costa da Califórnia (USA) e do universo sadomasoquista, por jovens que viram nele uma nova forma de exaltar o corpo e as suas zonas erógenas. Outrora os anéis corporais tinham conotações sagradas, dramáticas e classicistas. Para alguns povos primitivos era uma prática clandestina, utilizada tanto para preservar a castidade, como para provocar a estimulação sexual." - Carmem Martin

"Nos templos Astecas e Maias, os sacerdotes faziam piercings em suas línguas como parte de um ritual de comunicação com os deuses." - História do Piercing.

Um dia desses entrei num site gospel e pesquisei, num fórum, a opinião de alguns jovens cristãos. Fiquei surpresa ao conferir uma das respostas "não vejo mal algum, Rebeca usava piercing..." , dizia alguém, referindo-se ao fato do servo de Abraão presenteá-la com pulseiras e colocar em seu nariz uma argola - Gênesis 24:22, 30 e 47. Mas precisamos entender bem isso para não distorcermos a Palavra do Senhor. O servo de Abraão tinha sido encarregado de encontrar uma esposa para Isaque. Ele pediu a Deus um sinal a respeito daquela que Deus tinha separado para Isaque e o Senhor respondeu conforme ele pediu. Os presentes dados a Rebeca significavam que ela tinha sido escolhida, em especial, a argola no nariz foi usada como símbolo de posse, de domínio. Era como se o servo de Abraão dissesse a todos daquela região "homens, tirem seus olhos desta moça porque a partir de agora, ela pertence a alguém". Logo depois, Labão, irmão de Rebeca, vendo o pendente no nariz dela e as pulseiras em suas mãos, sai imediatamente para saber o que tinha acontecido, para saber quem a tinha escolhido.
Confira parte do artigo sobre o piercing, de Breno Amaral:

Todos os Piercings são dedicados a deuses e/ou ídolos regionais e territoriais. A partir do momento que você coloca um Piercing em seu corpo está aberta a porta para atuação demoníaca, mesmo que você não queira ou não saiba que isso vai acontecer. O diabo não está nem um pouco interessado em saber qual é a sua intenção, ele não quer saber se você sabe ou não o significado do que você está fazendo. Ele apenas usa suas artimanhas para se apoderar da sua vida.

Portanto, vou explicar um pouco dos significados dos Piercings nas partes do corpo mais comumente utilizados.
  • O Piercing colocado no nariz significa DOMÍNIO e seu sentido no mundo espiritual é uma distorção do caráter e um direcionamento que causam rebeldia e uma autoconfiança muito exacerbada.
  • O Piercing nas sobrancelhas dá vazão para um APRISIONAMENTO DA MENTE, causando um bloqueio na mente de quem os usa. Para essas pessoas nada tem grande importância principalmente na vida espiritual.
  • O Piercing nas orelhas, muito comum, significa APRISIONAMENTOS EM ÁREAS ESPECÍFICAS do corpo, podendo ser bloqueio do sistema nervoso, sistema simpático e sistema parassimpático. As pessoas que os usam podem sofrer de problemas na coluna, útero, alterações de libido e personalidade e, também, alterações genitais.
  • Um dos piercings que estão mais na "moda" é colocado no umbigo. Este está na área destinada à ALIMENTAÇÃO. Serve como um local de canalização de espíritos satânicos no corpo de quem os usa. Ele representa a exposição do corpo, visto que as pessoas que os usam gostam de deixá-los à mostra.
  • O Piercing nos lábios significa um DOMÍNIO NA FALA; assim como o que é colocado na gengiva. As pessoas que os usam estão propensas a ter insegurança nessa área, dificuldades para uma boa comunicação etc. Seu significado na vida dessas pessoas é como de um cabresto e pode ser representado na forma de gagueira. A diferença entre o colocado nos lábios e o que é colocado na gengiva é que o segundo representa a LUXÚRIA.
  • O Piercing nos órgãos genitais traz como significado principal a PROSTITUIÇÃO. Ele pode causar um estímulo intra-uterino para atuação de espíritos nessa área causando esterilidade e outros problemas nas mulheres e, também, nos homens. Ele traz uma atuação na vida das pessoas que o utilizam.
Bem, significa que todas as pessoas que você vir com esses tipos de piercings estarão manifestando esses sintomas que foram ditos? Não, nem sempre. Mas digo que, com certeza, no mundo espiritual elas estão aprisionadas de alguma forma por essas marcas que elas carregam no corpo. (...)

É simples analisarmos tudo isto, basta um pouco de ponderação e perceberemos que não precisamos adotar tudo o que a moda nos oferece.

Somos separados, uma geração chamada sim para ser extravagante, mas nossa extravagância deve ser expressa a respeito do que nós recebemos do Senhor e do nosso amor por Ele, da nossa busca por Sua santidade. Não necessitamos expressar nossa individualidade e ideais em nosso corpo de forma tão agressiva, afinal, nosso corpo não nos pertence, mas sim ao Senhor.

Escrito por: Andréa Cerqueira
Pesquisa:

Revista Galileu (http://galileu.globo.com/)

Piercing, beleza que aprisiona a alma e o espírito ? Breno Amaral
pagina=http://www.lagoinha.com/noticias/ver_materia.asp?codnoticia=7393

Fonte: Amizade Gospel / Via Família e Graça

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Tatuagem: Forma de expressão ou Vaidade?



Matéria tirado do site: Guia-me

Deixe a seu comentário sobre esse assunto.

Por Adriana Amorim - http://www.guiame.com.br/

"Hoje eu não faço mais tatuagem e não aconselho ninguém a fazer". Poucas pessoas associariam essa afirmação a Rodolfo Abrantes. Com os braços quase cobertos por tatuagens, muitas do período em que atuou como vocalista da banda secular Raimundos, e a imagem de um candelabro tatuada no pescoço, feita após sua conversão, o músico conta que tatuar-se era algo habitual: "Quando eu me converti, eu continuei fazendo tatuagem porque já fazia muito e eu confesso que não sentia muita paz nisso. Durante meu processo de conversão, senti Deus falar comigo que eu não precisava mais daquilo. Quando decidi parar, senti muita paz. Desde então, nunca mais fiz tatuagem alguma. Quando eu continuei me tatuando depois de convertido, só transferi uma coisa que eu já era para dentro da minha nova vida.

E realmente eu não precisava mais disso". Em entrevista ao Portal Guia-me, Rodolfo expressou o que pensa hoje sobre tatuagem: "Na real, eu acho que tatuagem é uma grande 'duma vaidade". "As pessoas dizem: 'Eu vou para Jesus, mas eu vou levar tudo o que eu gosto'. Mas têm certas coisas que talvez Deus queira simplesmente tirar do teu coração. Eu interpreto da seguinte forma: quando eu senti que era Deus falando comigo, que era para eu parar de fazer tatuagem, creio que era uma ordem simples, que se eu conseguisse obedecer, eu conseguiria obedecer a ordens maiores também. Eu cumpri e senti uma paz tremenda. Toda vez que eu obedecer a Deus, vou sentir Paz", explica o cantor.

Vista como forma de expressão, símbolo de rebeldia e juventude, a tatuagem possui diferentes estilos, que vão do tradicional ao maori, estilizado, psicodélico, religioso, tribal, entre outros. Seus temas variam tanto quanto as personalidades das pessoas que as fazem. As imagens escolhidas podem ser definidas pelo contexto histórico, influências musicais, modismos, ideologias e crenças. Crenças que chegaram à igreja e dividem opiniões. Aceita por algumas denominações e pastores, condenada por igrejas e lideranças, a "tatoo" divide opiniões até mesmo em interpretações de trechos bíblicos, como o de Levítico 19:28 - "Não fareis lacerações na vossa carne pelos mortos; nem no vosso corpo imprimireis qualquer marca. Eu sou o Senhor".

Para o professor de teologia Carlos Vailatti, o versículo faz parte de um contexto maior, um "código de santidade": princípios para demonstrar ao povo de Israel elementos indispensáveis ao relacionamento com Deus. Na opinião de Valilatti, é importante destacar também a palavra 'marca': "Esta palavra é derivada do hebraico qa´aqa´, cujos significados básicos são: 'incisão, tatuagem'. Já na Septuaginta (a tradução grega do Antigo Testamento hebraico - datada do III século a.C.), a palavra 'marca' é a tradução do grego stikta, palavra esta derivada do verbo stizo, 'fazer um sinal com um instrumento agudo ou candente; pintar, tatuar; fazer sinais com golpes' [...] Deus não quer que Israel pratique esses hábitos pagãos e se comporte como as demais nações que vivem ao seu redor. Deus quer que Israel seja uma nação santa, isto é, uma nação separada para servi-lo e que tenha um estilo de vida diferente das demais". Para o teólogo, o trecho inicial do versículo de Levítico 19:28, relaciona-se a 1 Reis 18:28: "No confronto entre Elias e os adoradores de Baal no monte Carmelo, onde vemos que estes últimos 'se retalhavam com facas e com lancetas, conforme o seu costume, até derramarem sangue sobre si".

No entanto, Sandro Baggio, líder do Projeto 242, igreja que há mais de dez anos trabalha com pessoas da cultura alternativa e dedica-se a missões urbanas, entende que o trecho de Levítico não pode ser aplicado à tatuagem. "Trata-se de uma lei específica direcionada a um povo em particular. Aqueles que querem aplicar essa lei para o contexto de hoje (usando este versículo para proibir as pessoas de fazer tatuagem) precisam estar dispostos a aplicar também os versículos anteriores que proíbem vestir roupas de tecidos diferentes, plantar sementes de diferentes espécies no mesmo jardim e aparar a pontas do cabelo e da barba. As pessoas não estão fazendo tatuagem por causa de qualquer ritual relacionado a mortos, mas como expressão estética", explica o líder.

Baggio fez a primeira tatuagem em 1988, logo após sua formação no seminário teológico. Para ele, tatuar-se é uma forma de expressão corporal e cultural: "Antes era particular de alguns povos e culturas, mas como o mundo se tornou uma aldeia global, a tatuagem (assim como outras expressões culturais) ganhou espaço nos mais diversos meios e contextos. A única diferença entre fazer uma tatuagem e uma pintura ou mesmo corte de cabelo é que a tatuagem tem uma característica mais permanente e não pode ser removida facilmente. Portanto, exige-se que se pense muito mais antes de se fazer uma tatuagem do que, por exemplo, antes de tingir os cabelos ou fazer dreads neles".

Símbolo de rebeldia?

Tatoo, do taitiano tatau, significa marcar. O nome foi dado por James Cook, o capitão inglês que descobriu o surfe e, em 1769, ficou admirado ao chegar ao Taiti e ver a população local coberta de desenhos em vez de roupas. A população da região era conhecida como maohis, ou maoris na Nova Zelândia, povo que tatuava-se em rituais ligados à religião. As imagens significavam status e poder, marcavam a passagem da infância para a maioridade, ou contavam as histórias da família e da tribo. Mas, os primeiros registros de pigmentação com tintas sobre a pele remetem há pelo menos 5 mil anos. No Egito, também foram encontradas múmias tatuadas, que datam do período entre 4000 e 2000 a.C.

Na América,,tatuar-se também era prática das civilizações maia e asteca. No Japão feudal, criminosos eram marcados para que fossem identificados como maus elementos. Tempos depois, em meio a um forte clima de opressão dos governantes, organizações ostentavam tatuagens como símbolo de transgressão ao poder vigente. Assim, surgiu o famoso dragão da Yakusa, a máfia japonesa, imagem comum de muitas tatuagens no mundo.

Com todo esse contexto histórico, a tatuagem é vista, ainda hoje, como símbolo de rebeldia. O pastor Eduardo Silva, conhecido como pastor Edu, conviveu com muitos "irmãos tatuados" até gravar uma mensagem em seu braço e conta que recebeu com isso muitas críticas. Membro da igreja Renascer em Cristo, foi o primeiro a escrever em seu corpo, a frase "Renascer até morrer". "A minha motivação veio num momento em que a Igreja sofreu um forte ataque. A intenção dos que nos atacavam era na verdade o fechamento e extinção da Igreja Renascer, como se as portas do Inferno pudessem prevalecer contra a Igreja de Cristo. Muitas pessoas comentavam que a Igreja não sobreviveria a esse momento, isso foi em Fevereiro de 2007. Sou pastor desde Janeiro de 1993, mas atuo no ministério desde jovem", conta o Pr. Edu, que revela que a atitude trouxe grande repercussão: "Algumas positivas, outras violentamente negativas. O que me causa estranheza, é que a tatuagem afeta tão somente a minha vida. No que diz respeito à minha comunhão com Deus ou santidade, não aumenta ou diminui. Mas, muitos foram contumazes em dizer que essa atitude era fruto de uma alienação, que éramos como gado marcado etc. Apenas entendo que não devemos julgar para não ser julgados!". Ele explica a iniciativa narrando a passagem bíblica de II Samuel 15:21: "Em meio à guerra, Davi contava com homens valentes como Itaí (II Sm 15,21), que estavam em aliança, para vida ou para a morte. Não adianta estar em aliança apenas quando tudo vai bem. Baseado nesse princípio é que muitos de nós escolhemos essa frase. A igreja, corpo de Cristo, estava sendo atacada, o rebanho precisava ser protegido e pastoreado e algumas pessoas e instituições se esqueceram desse conceito de corpo! Como pastor, senti o desejo de deixar clara a minha posição em favor do rebanho".

Para o reverendo Baggio, pessoas que consideram tatuagens símbolos de rebeldia estão "estacionadas no tempo". " Hoje em dia, tatuagem não tem absolutamente nada a ver com rebeldia, mas sim com estética. Sem dúvida que há preconceitos por parte de algumas pessoas (religiosas ou não), mas qualquer coisa pode ser passível de preconceito, principalmente expressões culturais. Preconceito é fazer um juízo superficial a partir de idéias ou conceitos pré-estabelecidos. O profeta Samuel fez um 'pré-conceito' ao procurar ungir o futuro rei de Israel. Cristãos que seguem a Bíblia não deveriam fazer 'pré-conceitos' com relação à aparência das pessoas, mas infelizmente não é isso o que acontece. Pessoas sofrem preconceitos por se vestirem de certa maneira, por causa do seu penteado (ou por não ter nenhum penteado) de cabelo, pelo modo como falam (se sua linguagem não for cheia de chichês evangeliquês, não é espiritual) etc. Eu já sofri preconceitos por todas as coisas, mas geralmente depois que as pessoas me conhecem, elas percebem que tais coisas são superficiais e acabam deixando o preconceito de lado", narra o reverendo. A segunda tatuagem de Baggio veio para cobrir a primeira. "Aquela velha tatuagem era bem "old school" e no ano passado decidi cobri-la com um novo desenho. A velha tatuagem foi feita com um desenho de uma pomba e uma cruz e eu estava pensando do texto bíblico que diz que Cristo estabeleceu a paz por meio da cruz. A nova tatuagem é um desenho celta do ganso selvagem, o símbolo celta do Espírito Santo. O que esse desenho expressa para mim é a afirmação de que fui selado pelo Espírito e meu desejo profundo de viver a grande aventura da vida guiada por Ele", expõe o líder do Projeto 242.
Mas, para o professor Carlos Vailatti, a tatuagem pode ser compreendia como elemento de rebelião: "Ela pode representar a aderência aos movimentos da contra-cultura, como, por exemplo, o movimento punk da década de 80, o qual estava associado com formas de protesto social e anarquismo. Além disso, ela também pode ser vista como um símbolo anárquico dentro da própria igreja, de acordo com postura que certas denominações adotam com respeito a ela".
Fazer-se igual para ganhar os diferentes?
Líder do Projeto 242, que tem como alvo missionário evangelizar pessoas marginalizadas socialmente, como: mendigos, prostitutas e dependentes químicos, Sandro Baggio não compreende a tatuagem ou outros visuais como agentes de evangelização. "Isso depende muito mais do testemunho de vida e caráter, no poder do Espírito Santo, do que na aparência", aponta.
"Creio ainda que existem tatuagens que são puramente estéticas e muitos irmãos tatuados, são instrumentos para alcançar essas tribos ou grupos alternativos. Muitas pessoas que me perguntavam a respeito da tatuagem acabaram ouvindo a respeito da fé em Jesus e da obra que ele realizou em minha vida. Mas não quero usar esse argumento. Creio que devemos ter acima de tudo respeito e amor. Só pra constar assim que possível vou fazer outra. Tatuados ou não, cabeludos ou não, com maquiagem ou sem, com brinco, com piercing, pentecostal ou tradicional, o que conta mesmo é sermos novas criaturas. No mais, vivamos em paz uns com os outros (I Ts 5,13)", expressa o pastor da igreja Renascer em Cristo, Edu.
Para o cantor Rodolfo Arantes, o fato de ter tatuagens só o aproxima de outras pessoas tatuadas ou grupos alternativos, à medida que elas o enxergam com uma pessoa mais parecida com Cristo."Cara, se tem alguma coisa em mim que possa ter atraído alguém, é mais pelas as pessoas que estão fora da igreja e estão vendo: ', aquele cara todo tatuado tá pregando. Aquele cara todo tatuado tá fazendo a obra de Deus, aquele cara todo tatuado está adorando Jesus com a guitarra na mão. Quer dizer que eu também posso?'. Eu creio que numa hora dessas, se tem algo que eu possa aproveitar, é mais por poder mostrar que Jesus Cristo renova todas as coisas e que não interessa quem você é, o que você fez, não interessa as marcas que você carrega. Se você entregar sua vida para Deus, ele vai te usar [...] O link que a gente tem que ter com essas pessoas perdidas, com as pessoas que a gente quer alcançar, é o link do amor. Amar as pessoas independentemente das diferenças delas. Às vezes nos afastamos das pessoas que são diferentes, que estão afundadas em trevas, como se a gente tivesse que manter distância, como se fosse contagioso e não é, a gente é que é contagioso, é o nosso amor que vai mostrar se a gente é de Jesus ou não, eu acho que é muito mais por aí", explica Rodolfo. Para ele, quem busca Jesus está procurando novidade de vida: "Em tudo que eu já li a respeito de Jesus na Bíblia, eu nunca ouvi dizer que ele precisou se parecer com as prostitutas para falar do amor de Deus para elas. Eu nunca o vi tendo que se parecer com o endemoninhado gadareno para falar de Jesus para ele. Tudo o que ele fazia é ser luz nas trevas, é isso o que a gente precisa. Quem faz a diferença na vida de uma pessoa é a Palavra de Deus e não qualquer artifício. Isso é uma estratégia humana muito da 'mixuruca' perto do que é o poder de Deus".
Da mesma forma, o teólogo Vailatti entende que Jesus também interagiu com grupos alternativos e marginalizados de sua época, mas comportou-se de forma diferente. "Acredito que a tatuagem pode sim auxiliar na evangelização de tais grupos, tomando como hipótese que aquele que os evangeliza também está tatuado. Isso cria uma identificação entre ambos. Porém, uma vez que o exemplo a ser seguido pelos cristãos é Cristo (cf. 1 Jo 2.6), temos que ter em mente que o que havia em Jesus que atraía as pessoas era justamente o fato dele ser "diferente", e não "igual" aos demais. Dito de outra forma, se Jesus vivesse em nossos dias ele certamente não precisaria se tatuar para evangelizar pessoas tatuadas, pelo mesmo motivo pelo qual também não precisou se tornar mendigo para proclamar o evangelho a estas pessoas. Aliás, Jesus também interagiu com os "grupos alternativos" de sua época, tais como "as prostitutas, os leprosos, os mendigos e os coletores de impostos", dentre outros, os quais, assim como os grupos alternativos de hoje, também eram marginalizados pela sociedade. Todavia, o que atraía as pessoas em Jesus, entre tantas outras coisas, era o seu amor incondicional por elas, o seu respeito pelos excluídos da sociedade e a sua falta de preconceitos para com todos. Jesus conquistava pessoas de todas as camadas sociais não porque se adaptasse a cada uma delas, mas sim porque ele continuava a ser ele mesmo dentro do pluralismo religioso, cultural e social de sua época. Acredito que o nosso maior desafio nos dias de hoje seja evangelizar tais "grupos alternativos" (seja lá quais forem) sem, contudo, perder ou anular a nossa própria identidade".
Matéria retirado do site: Guia-me

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Prova de fogo

Hoje, gostaria, de falar um pouco, sobre vida conjugal.


Tenho vivido, muitos problemas em meu relacionamento, e sei que não estou sozinha.

Viver com outra pessoa, não é nada fácil. Mas sei que quando fazemos uma aliança, essa deve ser para a vida toda. É o que eu penso, e é o que Deus quer de nós.


É um assunto muito extenso, e sei que muito já foi falado sobre isso. Não vou ficar aqui, dando sermões em ninguém, acho que cada um deve buscar em Deus uma resposta para o seu problema. O que deu certo para um, pode não dar certo para outro, e assim sucessivamente.

Se Deus não estiver no meio do seu relacionamento, amado, creio que o mesmo não irá longe.

devemos buscar em Deus a graça necessária para poder continuar.


E hoje vi um filme, que falou muito ao meu coração, o nome dele é : "Prova de Fogo".








Nossa, que filme lindo. Fala exatamente disso, de como devemos nos comportar diante de problemas conjugais. É um filme evangelistico, do mesmo diretor de "Desafiando Gigantes".

Tem de tudo um pouco; ação, drama; romance e Deus como chave para reconstruir casamentos.

Espero que vocês assistam, é uma linda história.


Graça e paz!


Emmanuella Calazans

terça-feira, 9 de junho de 2009

Quanto vale o seu coração?


E ordenou-lhes, dizendo: Assim direis a meu senhor Esaú: Assim diz Jacó, teu servo: Como peregrino morei com Labäo, e me detive lá até agora;E tenho bois e jumentos, ovelhas, e servos e servas; e enviei para o anunciar a meu senhor, para que ache graça em teus olhos. Gênesis 32.4-5.


Estes versículos supracitados, falam do encontro de Jacó e Esaú depois de muitos anos passados a respeito do desentendimento que tiveram em família quando Jacó conseguiu tomar posse da primogenitura do seu irmão Esaú através de uma troca da benção por um prato de guisado. Ao meditar nestes versículos, podemos perceber que o presente que Jacó envia a seu irmão corresponde ao arrependimento que há em seu coração seguido de um pedido de perdão. Pela quantidade oferecida por Jacó através de animais será que Jacó estava reconhecendo o tamanho do seu erro? Mas, olhando bem e pensando em tudo isso me perguntei: Qual o valor de uma bênção? Ou porque não perguntar: Quanto vale o amor que é a maior bênção de Deus para um ser humano nesta terra?


Participando de algumas festas de aniversário percebi que sempre o aniversariante é levado a abrir os grandes pacotes ou o presente que lhe aparenta ser mais bonito ou mais caro, e fiquei pensando que as pessoas medem quanto valem para o outro de acordo com o tamanho do presente que recebem ou de acordo com o valor do mesmo. Exemplo: Se alguém recebe um presente de tamanho pequeno e de caro valor, então acreditam ser importante para aquele que o presenteia e não percebem que muitas vezes o maior presente não está no tamanho ou no valor, mas no esforço, no carinho e na maneira de ofertar daquele que o presenteia.


Vamos examinar alguns presentes ofertados na historia do povo de Deus.


Quando Deus criou a terra e tudo o que nela há deu de presente ao homem para que cuidasse dela, mas, o que Adão fez com o presente que Deus lhe deu? Deu de presente ao inimigo de Deus. É interessante que Adão aprendeu amar o Senhor, mas a sedução o fez ofertar seu melhor a quem não merecia receber. Adão deu seu universo a Satanás o adversário de Deus. A consequência disso: o pecado e a morte!


Vindo, pois a plenitude dos tempos, Deus enviou de presente o seu Filho Jesus Cristo. Deus conhecia o coração do homem e sabe o quanto nos tornamos materialistas, mas Deus nos presenteou com o que lhe era importante e não nos deu segundo a concupiscência dos nossos olhos. Deus poderia nos chamar atenção de outra maneira, tipo: Receba o meu amor e eu te darei o arco-íris, ou te presentearei com carros de ouro enfeitado com o brilho das estrelas do céu.. Claro! Ele é Deus e poderia fazer isso, e imaginem quanto nossos olhos iam ficar gananciosos por receber tal presente. Mas, a Bíblia diz que Ele enviou um presente muito caro que nenhum dinheiro do universo poderia comprar, e Ele pagou com o sangue de suas veias.Só que o mundo e seu sistema é constituído de pessoas ingratas e avarentas e também como Adão, venderam o Filho de Deus por 30 moedas de prata não fazendo caso do amor de Deus personalizado em Cristo Jesus.Ainda hoje, muitos não entendem o valor do Cristo e não percebem que Ele é a Porta para uma cidade de Ouro com um muro coberto de pedras preciosas que tem 12 portas guarnecidas por pérolas.


Mas ainda há tempo! Se fizermos como fez Davi... O rei Davi entendeu tão grande presente de Deus e perguntou ao Senhor: O que darei ao Senhor por todos os benefícios que o Senhor tem feito por mim?


Também alguns magos do Oriente entenderam o presente do céu que Deus havia colocado dentro de Jesus e por isso foram oferecer-lhe: Ouro, incenso e mirra.


Mas ao longo do tempo, uma mulher a quem o escritor se refere a ela com o nome de pecadora, entendeu que Deus havia se ofertado ao mundo como um presente na pessoa de Cristo, ela não o merecia e assim como ela nós não o merecíamos também. Ele pagou um alto preço por nós, para Ele não foi de graça, mas nós o recebemos por graça um bem tão precioso e tão caro que dinheiro no mundo não poderia comprar. Jesus lhe trouxe a paz, perdão, salvação e vida eterna. O perdão do amor de Deus invadiu o coração daquela mulher e ela lhe ofereceu o perfume mais caro para ela e que para Deus tinha o cheiro do arrependimento que havia em seu coração. Jesus entendeu o coração daquela mulher e viu que naquele perfume derramado ela também estava ofertando a sua vida de volta a seu Criador. Por isso Jesus disse: Onde o Evangelho for anunciado o nome desta mulher será lembrado. Lucas 7.36...Ela entendeu que Cristo Jesus é o presente mais caro e valioso que nada e nem ninguém no mundo pode comprar, e que as outras coisas depois disso lhe seriam acrescentadas pois depois de Jesus nada mais era tão valioso assim!


E você caro Leitor? Se pedirem a sua alma hoje o que você levará deste mundo? De que adianta ganhar as riquezas do mundo inteiro e perder sua alma? Receba a Cristo o presente de Deus agora em seu coração e receba salvação e paz em seu coração agora e no futuro bem próximo viva uma vida eterna numa cidade de luz, ouro e pedras preciosas, onde não haverá choro, mas a alegria coroará vossa cabeça.


Se você nunca fez uma oração entregando sua vida a Jesus Cristo, faça-o agora! Ele é teu Criador, sua vida pertence a ele e deve ser vivida de forma que o nome dele seja santificado, exaltado e glorificado em ti.

Ore assim:


"Senhor Jesus, sou teu presente entendi que Deus me deu de presente o seu amor e estou aqui a teus pés e reconheço que este é o lugar de honra e o mais alto lugar que alguém pode chegar. Entrego a minha vida e o meu coração a teu Senhorio, me arrependo de meus pecados e o maior deles foi andar longe do teu amor; peço que escreva meu nome no Livro da Vida, me cobre com teu sangue e me batiza com teu Espírito Santo me selando para que eu seja guardado(a) para o dia em que voltarei para a cidade de luz, a pátria dos remidos. Amem!"

Fonte : http://maisjesus.net/artigos/2-biblia/126-quanto-vale-o-seu-coracao.html
Postado por: Surama F. de A. Costa

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Regis Danese: Eu fiz um pacto...

Regis Danese: "Eu fiz um pacto com Jesus" Cantor explica polêmica sobre suposta mensagem subliminar na canção "Faz um Milagre em mim" e pactos malignos
Por Adriana Amorim


O CD Compromisso, de Regis Danese, que traz a canção faz um "Milagre em mim", vendeu desde seu lançamento no primeiro semestre de 2008, mais de 1 milhão de cópias. A música saiu do cenário gospel e chegou a rádios e TV's seculares. "Como Zaqueu, eu quero subir..." recebeu versões em pagode, axé e forró, e está na boca do público nas igrejas, nas ruas, nos ônibus, e em muitos lugares no Brasil.
Vídeos publicados no Youtube recentemente afirmam que a canção, quando tocada ao contrário, traz uma mensagem subliminar satânica. Alguns blogs e sites confirmam que o cantor realizou pactos espirituais malignos. Brincadeira ou não, o tema é discussão de fóruns na internet e chegou ao Guia-me por meio do contato de internautas que pedem uma resposta do cantor e lamentam que nas igrejas em que congregam a canção não possa mais ser ministrada.


Em entrevista ao Guia-me, Regis afirmou ter conhecimento dos comentários e deixou uma mensagem a quem acompanha seu ministério e gosta de suas canções.


Guia-me: Regis, você tem conhecimento de vídeos e mensagens que afirmam que a canção "Faz um milagre em mim" traz uma mensagem subliminar satânica e que você teria feito pactos espirituais?


Regis Danese: É claro que tenho conhecimento, acho isto uma maldade.


Guia-me: Como você reage diante desses comentários? O que você pensa sobre isso?


Regis Danese: Ou é um satanista que inventou isto ou alguém frustrado que tem vontade de ser famoso e não conseguiu.
Eu fiz um pacto com Jesus Cristo quando entreguei minha vida para Ele, e selei este pacto quando me batizei. Uma música que está curando, salvando e trazendo libertação não pode servir de maldição porque a palavra de Deus é bem clara, uma fonte não pode jorrar água doce e salgada. Não tem como servir a dois senhores, ou você agrada a Deus ou agrada ao diabo. Estou tranqüilo porque quando falam mal de mim não estão falando mal de mim, mas sim do meu Deus que me chamou, ungiu e me escolheu. Tudo que está acontecendo na minha vida é um sonho, um projeto de Deus!


Guia-me: Você acha que esses comentários podem atrapalhar o propósito de Deus para a canção?


Regis Danese: Não. Está dando mais ibope. Enqüanto isso, as emissoras seculares estão tocando muito, programas seculares, e a Palavra de Deus está sendo pregada para quem realmente precisa ouvir e não crentes hipócritas, fariseus, nada pode impedir o agir de Deus em nossas vidas!


Guia-me: Em muitas igrejas, a canção não pode ser ministrada e os membros não podem nem mesmo ouvi-la. Gostaria que você comentasse o sucesso da canção e a reação das pessoas diante dele, e deixasse uma mensagem para o público sobre "Faz um milagre em mim" e seu ministério.


Regis Danese: Você que tem o Espírito Santo, ore e peça para Deus te mostrar se eu sou ou não um homem de Deus, se esta canção é de Deus ou não, tenho certeza que Deus vai te mostrar em nome de Jesus!
Eu, minha esposa, o Joselito, que é o compositor, nós oramos, jejuamos e pedimos para o Senhor operar milagres, curar, salvar e libertar. O diabo está furioso porque tem muita gente curada de câncer, paralítico andando, surdo ouvindo, muita gente voltando para Jesus. Outras entregando a vida para Jesus. O diabo está furioso. Faça você mesmo uma pesquisa na sua igreja de quantas pessoas foram abençoadas com esta canção. Reflita e deixe Deus falar contigo. Qualquer informação ao meu respeito, procure a igreja Assembléia de Deus de Uberlândia (MG). Meu pastor é Álvaro Sanches. Eu tenho igreja, tenho pastor, sou servo de Deus!
Deus abençoe a todos em nome de Jesus!!
Abração, Regis Danese

Vinho novo

Segunda-feira, 8 de Junho, 2009

VERSÍCULO:
“Ninguém põe vinho novo em vasilha de couro velha; se o fizer, o
vinho novo rebentará a vasilha, se derramará, e a vasilha se
estragará. Ao contrário, vinho novo deve ser posto em vasilha de
couro nova. E ninguém, depois de beber o vinho velho, prefere o
novo, pois diz: ‘O vinho velho é melhor!’ ”
-- Lucas 5:37-39

PENSAMENTO:
Naqueles dias as vasilhas de couro onde guardavam vinho ficavam
endurecidas com o uso. Vinho novo, ainda em estado de fermentação,
tende a expandir, dilatando a vasilha. A vasilha velha e endurecida
não teria como expandir e racharia, derramando o vinho novo. O
comentário de que o vinho velho é melhor é como nossos comentários
de que "a gente sempre fez assim", "para que essas novidades?", e
etc. Gostamos das coisas como já as conhecemos. Muitas vezes
resistimos qualquer mudança simplesmente porque o conhecido é mais
confortável. Às vezes nossos argumentos parecem bem persuasívos,
até bíblicos. Mas, no final das contas, às vezes são simplesmente a
mesma atitude demonstrada pelos fariseus dos dias de Jesus. Alguém
disse que "o evangelho não envelhece e os nossos métodos de
comunicá-lo nem tampouco devem". Se vamos comunicar o Evangelho
para uma nova geração teremos que fazer isso de novas maneiras, com
novo jeito. Como é que você encara mudança? Você aceita e se anima,
ou teme e reage? Qual era a atitude de Jesus?

ORAÇÃO:
Deus todo-poderoso, o Senhor é quem determina quais as coisas
eternas e quais as mutáveis. Por favor, conceda-nos o discernimento
para saber quando e como devemos mudar e aonde devemos permanecer
firmes. Em nome de Jesus oramos. Amém.

http://www.hermeneutica.com/jd/2/0608.html



JESUS DÍSSE de Hermeneutica.com - "365 dias nas palavras de Jesus"
===============================================================
http://www.hermeneutica.com/jd

"Jesus disse" é um devocional diário, com uma passagem das
palavras de Jesus, uma meditação e uma oração para ajudar a focalizar
as nossas mentes em Jesus a cada dia. O autor é Dennis Downing
e vem do site www.hermeneutica.com.
Copyright © 2006 Dennis Downing. Todos os direitos reservados.
Visite o site para conhecer cada vez melhor a Palavra de Deus.

COMO É QUE EU ASSINO?
É GRATIS! Para assinar, envie um correio eletrônico para:
jesusdisse-sub@maillists.heartlight.org