Pra falar de Jesus

Esse blog foi feito com um único propósito: Falar de Jesus.Essa é a minha intenção principal. Espero que todos gostem.Estou aqui para levar a palavra de Deus a toda criatura, e tenho certeza de que você não chegou aqui por nada. Seja bem vindo, venha você também fazer parte dessa família.Sua opinião é muito importante. Não deixe de deixar um comentário ok!??!?!?

sábado, 13 de novembro de 2010

Como combinado, sábado é dia de postar mensagens de amigos blogueiros, e começaremos com o texto lá do blog  Doutrina Cristã.  Espero que você leitor seja impactado com essa linda mensagem. Graça e paz!

Rompendo em Fé. 
Por: Luiz Clédio Monteiro

Agora eu sei que romper em fé não é crer, que, se o mar não se abrir, Deus fará você andar por sobre as águas. Não. Rompendo em fé dessa forma é romper à força pela condição da resposta favorável a sua necessidade. É uma contrapartida pela fé que se tem. O verdadeiro romper em fé, não depende do mar se abrir ou não; e, nem mesmo se Deus vai ou não fazer você andar por sobre as águas como alternativa. Na verdade, rompendo em fé é sentir-se transbordando de vontade de obedecer a Cristo, mesmo sabendo que as nossas precisões não dependem da obediência, mas da Graça de Deus.
Embora a nossa confiança seja agradável a Deus, devemos sempre clamar: “Senhor não retire de nós a tua misericórdia. Liberta-nos, segundo as tuas maravilhas!” (Dn.3)

Sidrac, Misac e Abdênago representam o símbolo do “Romper em Fé” quando desafiaram uma ordem do rei Nabuco, e responderam: “Não precisamos responder nada a essa ordem. Existe o nosso Deus, a quem adoramos, e que nos pode livrar da fornalha ardente, libertando-nos da mão de Vossa Majestade. Mesmo que isso não aconteça, fique Vossa Majestade sabendo que nós não adoraremos o seu deus, nem adoraremos a estátua de ouro construída por Vossa Majestade” (Dn. 3: 17-18).

Devemos resistir às pretensões de servir em funções importantes a fim de manter a nossa fé que é a carne da identidade espiritual do cristão, e, que pode ser destruída pela idolatria. Deus, porém, é o Senhor da história e da vida, a luz de todos os mistérios e dirige os acontecimentos com sabedoria; discerne a realização dos projetos; dos acontecimentos. Sem fé, o homem é uma palha que o vento carrega.

Mas se a pessoa se embriaga com o poder do entendimento, julgando-se auto-suficiente em sua fé, ela perde a razão de adorador; e, torna-se um cobrador ferino da sua religião; como se a fé que possuísse fosse nascida dela, e não de um dom de Deus. Cuidemos para não perdermos a dignidade de sempre reconhecer que tudo depende unicamente de vontade soberana de Deus, como Senhor absoluto da vida. Não importando o grau da nossa obra, dedicação e fé. 

“Todos os que adoram o Senhor, Deus dos deuses, bendigam o Senhor: louvem e dêem graças ao Senhor, porque a sua misericórdia é para sempre” (Dn. 3: 90).

Um comentário:

Pr Waldyr disse...

Que maravilha! Texto abençoado! Muitos em nossos dias estão comercializando a Fé e no comércio ela vêm ao gosto do freguês. Esse texto nos remete à verdadeira essência da Fé. Sim Aquela ministrada pelo Apóstolo Paulo que nos afirma: "Posso todas as coisas Naquele que me fortalece". Paulo sabia que mesmo diante de conflitos e dificuldades a Fé Dele não seria abalada ele Podia em Cristo Jesus que o fortalecia, vivênciar situações favoráveis e desfavoráveis, mas contudo firme sem perder a identidade de servo de Deus. Parabéns à você Emmanuella pela belíssima idéia de compartilhar os textos e também parabéns pelo amigo Luiz pelo profundo texto. Grande abraço,

Pr. Waldyr do Carmo.
http://casadeoracaocehab.blogspot.com/